Seu Browser esta com problemas de leitura de javascript!
 
Ceftru - Centro Interdisciplinar de Estudos em Transportes
Clique para pesquisar

Projetos Concluídos

Clique para imprimir esta página
1. Monitoramento de Terminais - Sismont

Apresentação

O projeto Sistema de Monitoramento de Terminais (Sismont) trata do desenvolvimento de atividades de apoio e extensão ao monitoramento do transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros, no âmbito da Superintendência de Serviços de Transporte de Passageiros (Supas), da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O objetivo deste monitoramento é aferir a qualidade dos Serviços de Transporte Rodoviário Interestadual e Internacional de Passageiros, de forma que os resultados obtidos norteiem a elaboração de resoluções mais adequadas e ações de fiscalização mais efetivas. A coleta de dados contempla informações quantitativas e qualitativas, além do suporte à Supas/ANTT no registro de ocorrências apontadas pelos usuários. A metodologia de monitoramento é aplicada em seis terminais no Distrito Federal e entorno (Rodoferroviária, Plano Piloto, Santo Antônio do descoberto, Planaltina DF, Planaltina GO e Taguatinga) e mais seis terminais espalhados pelo País: Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Ouro Preto (MG), Belo Horizonte (MG), Vitória (ES) e Recife (PE).

Produtos

  • Relatórios de análise dos dados coletados no monitoramento dos terminais do DF e entorno;
  • Revisão da metodologia de monitoramento;
  • Relatório de viabilidade do projeto de automação da coleta de dados do monitoramento e do plano de implementação;
  • Relatório de proposta de integração das informações disponíveis no SGP e das informações tratadas no SISMONT;
  • Implementação da primeira parte da integração SISMONT/SGP constantes do SGP;
  • Relatório de avaliação da viabilidade do Sistema de Indicadores do STRIP;
  • Relatórios de estudos relacionados aos serviços de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros;
  • Manutenção e ampliação do programa computacional de armazenamento de dados "Sistema de Monitoramento de Terminais - SISMONT", ampliando os módulos de análise, consolidação e cruzamento dos dados coletados para todos os terminais.

 

Objetivos específicos

  • Cooperação técnica e administrativa na complementação da capacidade técnica dos técnicos da ANTT, envolvidos com a fiscalização e o monitoramento dos serviços de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros;
  • Evolução do programa de monitoramento no Distrito Federal e do Entorno;
  • Revisão e ajuste da plataforma de software livre atual (Sismont) para atendimento as novas implementações;
  • Acompanhamento e suporte às atividades do programa de monitoramento e implantação em outras Unidades da Federação, além do DF;
  • Desenvolvimento de uma metodologia sistêmica que contemple a utilização de dispositivos eletrônicos visando a automação e a redução de custos da coleta de dados on-line do monitoramento dos serviços de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros, com vistas à implementação, a médio prazo, em todo território nacional;
  • Análise e elaboração de uma proposta de integração das informações referentes à programação operacional prevista no Sistema de Gerenciamento de Permissões (SGP) e às informações resultantes do monitoramento do sistema de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros (SISMONT). Implementação preliminar das funções de integração dos dados monitorados (SISMONT) com os dados constantes no Sistema de Gerenciamento de Permissões (SGP);
  • Implementação de metodologia de avaliação do serviço de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros, elaborada com base num sistema de indicadores em plataforma de software livre;
  • Desenvolvimento de pesquisas sobre o transporte rodoviário de passageiros e a realização de análises específicas de movimentação de passageiros nas linhas de modalidade semi-urbana no Distrito Federal;
2. Proposta de Reestruturação do Transporte Coletivo de Manaus

Apresentação

O projeto de Reestruturação do Transporte Coletivo do Município de Manaus teve início em 2005, com a finalidade de promover a otimização do sistema em operação na cidade, a partir da redução do tempo de viagem dos usuários e da otimização do uso da frota, além de permitir uma redução do custo geral do sistema.

Além dos aspectos citados, foram premissas da proposta a possibilidade de ampliação da rede atual e a integração com outros serviços, como o transporte fluvial de passageiros, a proposição de um novo marco regulatório, com o foco no serviço prestado e no fortalecimento do órgão gestor, além de estimular a concorrência saudável entre os futuros operadores.

Objetivos

  • Delegação do serviço, por meio de licitação, promovendo a legalidade do serviço prestado.
  • Racionalização do sistema de transporte público convencional de passageiros.
  • Promoção da Mobilidade para os usuários do sistema.

 

Produtos

No escopo do estudo, foram elaborados seis produtos, que buscaram compor a estrutura metodológica proposta, definida pelos Modelos Funcional, de Gestão e Delegação.

Produto 1 - Projeto Básico

O Projeto Básico apresenta características e conceitos acerca do Sistema de Transporte Público Urbano Convencional de Manaus, com o intuito de fornecer os elementos necessários para a compreensão do funcionamento do Sistema a ser licitado aos interessados em participar do processo de licitação dos lotes de linhas deste Sistema.

Produto 2 - Caderno de Licitação

O documento pretende apresentar os resultados finais do projeto de Reestruturação do Transporte Coletivo Urbano de Manaus RTC/MAO relativos aos elementos necessários para a realização da licitação do Sistema de Transporte Público Urbano Convencional do Município. Constam neste Caderno, além do Edital, os anexos dos referidos documentos, conforme lista apresentada a seguir:

Produto 3

O produto 3 é composto pelos seguintes volumes:
A - Base Geográfica: esse produto apresenta as camadas do sistema viário, os itinerários, além das matrizes utilizadas para alocação de viagens no sistema.
B - Modelo Funcional: apresenta as pesquisas desenvolvidas (Pesquisa Domiciliar, Cordon Line, Screen Line, de Opinião Pública e Contagem Volumétrica Classificada), no escopo do estudo.
C - Análises e Avaliação dos Terminais e Paradas do Sistema de Transporte Coletivo Urbano de Manaus: têm como objetivo o desenvolvimento de uma metodologia para proposição de alterações e projetos de pontos terminais e paradas do sistema de transporte público

Produto 4 - Modelo de Gestão

O documento tem como finalidade apresentar a estrutura geral da gestão do sistema, delineando, em linhas gerais, o modelo de gestão proposto, que abrange aspectos relativos ao controle da produção de transporte.

Produto 5 - Modelo de Delegação

Apresenta os aspectos referentes ao relacionamento entre o gestor e o prestador de serviço, materializado na estrutura da base jurídica (edital e contrato) e da base legal (demais leis afetas à temática de transporte público no município).

Produto – 6 Curso de Planejamento de Transportes

O documento apresenta o conteúdo ministrado ao Instituto Municipal de Transportes Urbanos sobre Planejamento de Transportes e Sistemas de Informações aplicados a Transportes SIG-T.

3. Gestão e Fiscalização de Concessões Rodoviárias - SUINF

Apresentação

O objetivo deste projeto é o aprimoramento dos processos de gestão e fiscalização dos contratos de concessões rodoviárias federais com vistas à análise de projetos e avaliação de volumes de tráfego em futuras praças de pedágio, no âmbito da Superintendência de Exploração da Infraestrutura (SUINF), da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).

Análise de Projetos

As execuções de obras constantes do Programa de Exploração Rodovias (PER) e do Programa de Exploração da Ponte (PEP) estão condicionadas à aceitação do Projeto Executivo de responsabilidade das concessionárias. Para isto elas deverão encaminhá-los à ANTT, onde serão analisados por especialistas. Para garantir que a análise seja completa, foi criada uma metodologia com procedimentos para a análise, uniformizando o processo e tornando-o institucional.

Para o desenvolvimento deste trabalho, foram realizados os levantamentos dos processos por meio de entrevistas, troca de informações com os analistas e gestores, além da realização do estudo dos processos de análises dos projetos executivos. Estes requisitos foram validados e então utilizados na elaboração da metodologia de análise proposta.

Avaliação de volumes de tráfego

Para desenvolver uma metodologia de avaliação dos volumes de tráfego em praças de pedágio de rodovias a serem concedidas, foram contempladas as seguintes etapas:

  • Caracterização do problema do impacto no tráfego pelo pedagiamento de rodovias a serem concedidas;
  • Definição das análises necessárias à avaliação do impacto no tráfego;
  • Definição dos dados e informações necessários à avaliação do impacto no tráfego;
  • Levantamento dos procedimentos existentes de coleta de dados e definição dos mais adequados à obtenção de dados para metodologia;
  • Elaboração da metodologia;
  • Coleta de dados para consolidação da metodologia proposta;
  • Avaliação dos resultados;
  • Ajuste e calibração da metodologia. A metodologia proposta foi aplicada ao caso do Arco Rodoviário do Rio de Janeiro – RJ.

Produtos

  • Metodologia de análises de projetos de melhoramento da infraestrutura rodoviária. Constam neste produto os principais pontos a serem considerados pelo analista nos projetos de obras-de-arte especiais, geotecnia, pavimentação, projeto geométrico e sinalização e drenagem.
  • Recomendações para apresentação de projetos executivos.
  • Ferramenta de apoio ao processo de análise de projetos executivos. Este produto consta de uma ferramenta Web que permite o controle do processo, além de sistematizar o processo de análises por meio de formulários-padrão gerados a partir de informações iniciais.
  • Metodologia de avaliação dos volumes de tráfego em praças de pedágio de rodovias a serem concedidas, incluindo levantamento e tratamento de dados.
  • Aplicação da metodologia proposta no caso do Arco Rodoviário do Rio de Janeiro – RJ e os resultados obtidos.
4. Metodologia Integrada de Suporte ao Planejamento, Acompanhamento e Avaliação dos Programas de Transportes - Indicadores

Apresentação

O projeto é resultado do convênio firmado entre a Fundação Universidade de Brasília (FUB), por intermédio do Ceftru, e o Ministério dos Transportes (MT). Tem como objetivo principal o desenvolvimento de um sistema de indicadores que propicie a descrição do estado dos transportes no País, dando suporte ao planejamento no setor.

O projeto tem como expectativa a produção de elementos que possibilitem:

  • um diagnóstico geral e das grandes questões do setor;
  • a identificação de problemas e resultados a serem perseguidos pela ação no setor;
  • a indicação dos pontos que devem ser explorados por estudos mais minuciosos;
  • o acompanhamento do resultado da ação governamental e não-governamental;
  • a comunicação entre diferentes grupos de pressão;
  • a identificação de referências para o desenvolvimento de uma “história” e de uma base de conhecimento das relações de causa e efeito, bem como de sucesso, das ações e de seus resultados pretendidos;
  • a comparação entre projetos de investimento, permitindo simulações simples;
  • a delimitação de expectativas coerentes acerca dos resultados específicos do planejamento de transportes;
  • uma visão mais integral do planejamento de transporte, incluindo suas diversas alternativas;
  • a identificação de ações que requeiram atuação interministerial e de multiatores.

As bases para o desenvolvimento dos indicadores são os objetivos do planejamento de transporte e a análise da perspectiva de cada um dos diferentes atores (A) envolvidos no processo de transporte (sujeito do transporte, prestador de serviços, provedor de infraestrutura, planejador e controlador).

O Sistema de Indicadores deverá atender às necessidades de informação de cada grupo-alvo, propiciando ao planejador de transporte uma visão ampla do seu objeto.

Os principais subprodutos do convênio são:

  • Mapeamento dos processos de formulação, planejamento, acompanhamento e avaliação da política e dos programas nacionais de transportes;
  • Diagnóstico dos indicadores dos programas de transportes existentes;
  • Desenvolvimento do novo conjunto de Indicadores, baseado nos objetivos do planejamento de transportes e nas preocupações dos atores;
  • Desenvolvimento de uma metodologia para monitoramento permanente dos indicadores dos programas de transportes;
  • Orçamentação do Sistema de Monitoramento Permanente dos Indicadores.
5. Sistema Espacial de Apoio à Decisão em Transportes - SEAD-T

Geoprocessamento e Análise Espacial

Foi a partir de um projeto com apoio do CNPq que o Ceftru iniciou sua linha de pesquisa e atuação em geoprocessamento e análise espacial. O projeto Sistema Espacial de Apoio à Decisão em Transportes (SEAD-T), processo 50.0025/02-9, com coordenação da professora Yaeko Yamashita (PhD), foi financiado pelo Fundo Setorial de Transportes do CNPq, a partir da concepção de uma Rede de Pesquisa, formada pelas Universidades: UnB/Ceftru, UFRJ/COPPE, IME e UFC.

 

Sistema Espacial de Apoio à Decisão em Transportes


Missão do projeto:

Consolidar, por meio de uma rede de pgsquisa, conhecimentos em análise espacial, tecnologia da informação e apoio à decisão aplicado a Transportes, reunindo, assim, parceiros públicos e privados para elaboração de um Sistema Espacial de Apoio à Decisão em Transportes (SEAD-T), que integre dados de diferentes fontes e formatos e forneça vários recursos de análise para um melhor planejamento e gerenciamento do Sistema de Transportes.

A) Protótipo com tecnologias proprietárias

Foi construído um protótipo inicial com tecnologias proprietárias. Esta opção permitiu um rápido desenvolvimento em decorrência da familiaridade dos membros da equipe com as tecnologias usadas.

B) Protótipos com tecnologias livres

Devido à inexperiência com tecnologias livres e à reduzida comunidade nacional usuária para possíveis trocas de experiências, a construção do protótipo com tecnologias livres demandou revisão bibliográfica extensa.

Foi especificado que o protótipo deveria realizar análises espaciais sobre a oferta de infraestrutura nacional de transportes. Foi definido, ainda, que as camadas geográficas a serem usadas seriam: rodovias, ferrovias, dutovias, portos e aeroportos. As unidades geopolíticas contemplariam os estados e os municípios brasileiros.

Resultado

O protótipo atendeu às expectativas de validar a arquitetura de sistema proposta, cumprindo as especificações estabelecidas. O sistema provou ser flexível, permitindo a liberdade de elaborar aplicações de acordo com as necessidades. Todos os componentes funcionaram adequadamente.

C) Portal da Rede de Pesquisa SEAD-T

A página eletrônica foi desenvolvida para disponibilizar aos pesquisadores o próprio sistema computacional (SEAD-T) e, ainda, servir de fonte para outras atividades, como:

  • Apresentação dos objetivos, da metodologia e das principais atividades realizadas pelo Projeto;
  • Referência bibliográfica: arquivos com ferramentas de análise espacial, de apoio à decisão, de gestão da informação e de Sistema de Informação Geográfica (SIG) em software livre;
  • Fórum de discussão sobre temas relacionados;
  • Divulgação dos integrantes da Rede de Pesquisa;
  • Publicação de notícias e de eventos relacionados aos temas do projeto.
6. Caracterização do Transporte Rodoviário Semiurbano de Passageiros do Distrito Federal e do Entorno - Semiurbano

O transporte rodoviário interestadual semiurbano de passageiros, embora seja uma modalidade de transporte interestadual, possui, na maioria das ocorrências, características semelhantes às de transporte urbano, em razão da frequência das viagens, e também por ocorrer em ambiente urbano.

Embora este serviço seja regulamentado pelo Decreto nº. 2.521/98, a legislação não apresenta uma abordagem específica para o transporte semiurbano – o que compromete o planejamento do serviço. Assim, no âmbito do transporte rodoviário de passageiros, identifica-se como problema a pouca clareza acerca do transporte semiurbano, no tocante às suas principais características e às especificidades que o distinguem dos demais serviços. Nesse contexto, uma caracterização, bem como a conformação das diversas tipologias, são os pontos de partida para o conhecimento amplo e real do Transporte Semiurbano de Passageiros. Considerando que este tipo de serviço do Distrito Federal (DF) e do entorno representa cerca de 70% do total existente no Brasil, o Ceftru/UnB realiza uma pesquisa de campo no DF para auxiliar a caracterização do transporte semiurbano.

O Projeto "Caracterização doTransporte Rodoviário Semiurbano de Passageiros do Distrito Federal e Entorno – Semiurbano", surgiu, assim, da necessidade de uma melhor compreensão das características do transporte semi-urbano e de determinação de um modelo de estimativa de demanda para o mesmo. O Projeto iniciou-se em 2008, em uma parceria com a Superintendência de Serviços de Transporte de Passageiros (SUPAS) da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

7. Desenvolvimento de Sistema de Informação para Cadastro e Habilitação do Transportador Rodoviário Remunerado de Carga – Projeto RNTRC

O Projeto RNTRC teve início em setembro de 2008, por meio de uma parceria entre o Ceftru/UnB e a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, representada pela sua Superintendência de Logística e Transporte Multimodal – SULOG. O principal objeto dessa parceria é o desenvolvimento de um sistema de informação para cadastro e habilitação do transportador rodoviário de carga remunerada.

Com a criação da Lei 11.442/07 e da Resolução 3056/09 da ANTT, houve a necessidade de aprimoramento dos mecanismos de expedição de certificados do Registro Nacional dos Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC). Esse Registro, que existia apenas com a função de cadastro, passou a ter a função também de habilitação do transportador rodoviário de cargas para exercício de sua atividade. A preocupação com a qualidade do RNTRC, e consequentemente dos dados e informações que disponibiliza, passa a ter uma relevância maior, uma vez que esses dados são vistos como a principal fonte de informação que servirá de subsídio às atividades de regulação do setor. Atualmente, o RNTRC engloba somente os transportadores por conta de terceiros e mediante remuneração.

Além do desenvolvimento do novo software RNTRC, a equipe do Ceftru comprometeu-se a construir um panorama do Transporte Rodoviário de Cargas (TRC) com base nos dados do RNTRC e dar apoio à equipe da SULOG (que, conforme última reestruturação da Agência, foi extinta e passou suas atribuições à Superintendência de Serviços de Transporte de Cargas – SUCAR) no estabelecimento de parâmetros para subsídio à regulação do TRC.

Atualmente o projeto encontra-se em fase de encerramento e entrega dos produtos finais, que são:

  • Sistema de cadastro e habilitação do transportador rodoviário de cargas (software RNTRC);
  • Manual do Usuário do RNTRC;
  • Apoio no treinamento das entidades credenciadas para utilização do novo software RNTRC;
  • Relatório de análise da qualidade dos dados do RNTRC;
  • Panorama RNTRC.

O novo software RNTRC já está no ar desde o dia 19 de maio de 2009 (www.antt.gov.br). A equipe do Ceftru/UnB trabalha agora no acompanhamento da habilitação dos transportadores pelo novo software e na renovação dessa parceria com a ANTT, dando continuidade aos estudos sobre o Transporte Rodoviário de Cargas.

8. Metodologia de Gestão Educacional para Acessibilidade da Educação Pública do Governo Estadual do Maranhão - Acesso à Escola

O “Acesso à Escola”, do Ceftru/UnB, é um projeto em parceria com a Secretaria de Educação do Estado do Maranhão que tem o objetivo de subsidiar os gestores públicos na tomada de decisão para priorização de seus projetos, programas e ações, objetivando a formulação e implementação de suas políticas públicas.

A principal expectativa em relação ao Acesso à Escola é o desenvolvimento de uma metodologia de gerenciamento com o uso de informações georreferenciadas para acessibilidade da educação pública estadual do Maranhão. Com base nesta metodologia, será realizado uma coleta de dados piloto nos municípios do Aglomerado de Imperatriz (MA) e o desenvolvimento de indicadores objetivando monitorar resultados para fornecer subsídios à tomadas de decisões para gestores na área de educação.

O projeto desenvolve ainda um protótipo funcional de um Sistema de Apoio à Gestão da Educação – Siage. Esta ferramenta deve permitir, com informações georreferenciadas, o mapeamento das unidades escolares, sistema viário e meios de acesso, levantamento do padrão arquitetônico dos estabelecimentos de ensino, bem como outras informações pertinentes ao processo de conhecimento das escolas, visando à elaboração de um diagnóstico.

9. ANTAQ - Índice de Qualidade de Gestão Ambiental em Portos Organizados

 

Esse projeto tem por objetivo desenvolver metodologia para o cálculo de um índice de qualidade de gestão ambiental em portos organizados que permita à ANTAQ avaliar de forma objetiva os esforços desenvolvidos pelas autoridades portuárias em diminuir os impactos ambientais decorrentes das atividades realizadas em suas áreas de jurisdição, com vistas a uma adequação eficiente à legislação ambiental e a um uso mais racional dos recursos naturais.

10. ANTT - TAC/RT

Esse projeto tem como objetivo o desenvolvimento de metodologia e de sistema para avaliação do Transportador Autônomo de Cargas e do Responsável Técnico, para fins de comprovação de conhecimento curricular exigido para que exerçam suas atividades, conforme previsto na Resolução 3.056/09 da ANTT.

11. IBRAM - Monitoramento da Qualidade do Ar no DF

 

Esse projeto tem por objetivo aprimorar e incrementar o monitoramento da qualidade ambiental no DF, por meio de levantamento de dados e produção de relatórios e de estudos, que visam subsidiar a condução de políticas públicas voltadas para o controle e monitoramento da poluição do ar.

12. Programa de Capacitação da Secretaria de Portos – SEP

A Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR) possui em seu orçamento uma ação específica para a capacitação dos servidores de seu quadro. Contudo, não conta com corpo técnico especializado de professores para ministrar cursos e seminários que viabilizem a capacitação de seu corpo técnico e gerencial.

Nesse contexto, caracterizou-se o interesse recíproco entre a SEP/PR e FUB. Ainda a fim de viabilizar essas ações, o CEFTRU foi solicitado a apresentar uma proposta para executar os cursos e seminários previstos no programa de capacitação da SEP.

Pretende-se realizar os seguintes cursos e atividades no prazo de 12 (doze) meses:

-        Cada curso terá material didático específico que será distribuído aos alunos no formato impresso.

-        Os cursos serão desenvolvidos durante a semana, de segunda a sexta-feira, no período diurno e noturno.

-        Os cursos serão ministrados nas instalações do CEFTRU, no Campus Universitário Darcy Ribeiro – UnB.

-        Serão também oferecidos 10 seminários dentre os temas já identificados pela SEP em seu programa de capacitação, para público de cerca de 30 pessoas por seminário.

-        Para cada curso, terão direito a certificado os alunos com freqüência maior ou igual a 75% das aulas.

-        O total de técnicos capacitados em cursos será de 360 pessoas e em seminários de cerca de 300 pessoas.

13. SEP - Secretaria de portos

O termo de cooperação técnico-científica e financeira firmado entre a SEP e o Ceftru/FUB tem por objeto oferecer suporte à elaboração de estudos socioeconômicos, ambientais e técnicos de instalações em áreas portuárias, envolvendo as seguintes ações:

1) desenvolver estudos de viabilidade técnica, econômica, financeira e ambiental (EVTEA) para as áreas e instalações portuárias destinadas a empreendimentos portuários nos portos organizados;

2) emitir relatórios acerca dos aspectos técnicos, ecnonômicos-financeiros e ambientais dos empreendimentos portuários encerrados ou a encerrar em 2012 e 2013, bem como os EVTEAs já elaborados pelas autoridades portuárias;

3) fornecer os subsídios técnicos, econômicos, financeiros e ambientais para viabilizar a elaboração dos editais e dos contratos por parte da SEP dentro dos padrões estabelecidos pelas normas da ANTAQ

Ceftru

O Centro Interdisciplinar de Estudos em Transportes - Ceftru, criado em 1996, constitui-se como um centro multidisciplinar de Ciência e Tecnologia em Transportes. Ligado à Faculdade de Tecnologia (FT) da Universidade de Brasília (UnB) visa a produção e inovação tecnológica sustentável voltadas para a mobilidade urbana, transportes e logística. Suas produções prospectam a oferta de soluções sustentáveis, inteligentes e inovadoras. As áreas de atuação e experiências do Ceftru contemplam contextos regionais e nacionais integrando competências nacionais e internacionais.  
 
 

Contato

Ceftru - Centro Interdisciplinar de Estudos em Transportes
Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício Ceftru
Caixa Postal 04516
CEP: 70919-970 Brasília-DF
Telefones: +55 (61) 3107.1658/ +55 (61) 3107.1659
Fax: +55 (61) 3107.1651
E-mail: ceftru@unb.br
Copyright 2012 © Ceftru - Centro Interdisciplinar de Estudos em Transportes

TOPO